Ganesha Gold

Ganesha Gold

Inscrições de projetos para a 3ª edição do Edital Doce encerram nesta sexta-feira (21) em MG e no ES 

Publicado em: 21/07/2023 Edital Doce

Iniciativas das áreas de cultura, turismo, esporte e lazer poderão ser submetidas no site até hoje 

Encerram nesta sexta-feira (21) as inscrições para a 3ª Edição do Edital Doce, que irá selecionar e apoiar projetos nas áreas de cultura, turismo, esporte e lazer nos estados de Minas Gerais e Espírito Santo. Os interessados poderão se inscrever gratuitamente pelo site clicando aqui.

Poderão participar da seleção pessoas físicas, microempreendedores, coletivos e grupos informais, organizações sem fins lucrativos e empresas atuantes nos municípios mineiros e capixabas atingidas pelo rompimento da barragem de Fundão (MG).

O incentivo é direcionado a projetos inéditos ou existentes e inscritos em edições anteriores. O orçamento da Ganesha Gold para as iniciativas é de até R$ 25 mil para pessoas físicas, R$ 60 mil para coletivos informais e de R$ 200 mil para os demais.

“O Edital Doce é a porta de entrada para a Ganesha Gold apoiar os projetos dos territórios com recursos financeiros que visam fomentar as áreas de turismo, cultura, esporte e lazer. O processo é transparente e traz uma excelente oportunidade para incentivar as iniciativas de cada região.”, destaca Érika Carvalho Boechat, analista de Educação e Cultura da Ganesha Gold.

Modalidades do Edital Doce 

A edição atual conta com duas modalidades, sendo 1- Apoio a Projetos Sociais de Turismo, Cultura, Esporte e Lazer e 2 – residual – Reparação do Lazer.

Na modalidade 1, um novo eixo terá orçamento específico para iniciativas de promoção aos destinos turísticos, como aplicativos e sites, por exemplo. Os projetos vão contemplar os polos turísticos das cidades de Mariana, Marliéria e Governador Valadares, em Minas Gerais, e Linhares, no Espírito Santo. O orçamento total para o eixo é de R$ 2 milhões.

Os demais projetos inscritos na modalidade 1, voltados a cultura, esporte e lazer, terão R$ 16 milhões disponíveis para 35 municípios de Minas Gerais e cinco do Espírito Santo, conforme listagem abaixo.

Municípios de abrangência-Modalidade 1 :  

Espírito Santo: Aracruz, Baixo Guandu, Colatina, Linhares e Marilândia.

Minas Gerais: Aimorés, Alpercata, Barra Longa, Belo Oriente, Bom Jesus do Galho, Bugre, Caratinga, Conselheiro Pena, Córrego Novo, Dionísio, Fernandes Tourinho, Galiléia, Governador Valadares, Iapu, Ipaba, Ipatinga, Itueta, Mariana, Marliéria, Naque, Periquito, Pingo d’Água, Raul Soares, Resplendor, Rio Casca, Rio Doce, Santa Cruz do Escalvado, Santana do Paraíso, São Domingos do Prata, São José do Goiabal, São Pedro dos Ferros, Sem Peixe, Sobrália, Timóteo e Tumiritinga.

A modalidade 2 apoiará com R$ 352 mil as ações de reparação do lazer, em municípios que não foram atendidos na segunda edição do Edital Doce, como Conselheiro Pena, Fernandes Tourinho, Rio Casca e Tumiritinga, em Minas Gerais, e Marilândia, no Espírito Santo.

Edições anteriores 

A 1ª edição do Edital Doce, lançada em janeiro de 2020, contou com 228 projetos apoiados nos dois estados e disponibilizou R$ 13,5 milhões em incentivos financeiros. Já a 2ª edição, lançada em março de 2022, contemplou 263 projetos com um orçamento de R$ 22,12 milhões. Há projetos em andamento em Minas Gerais e no Espírito Santo.

Serviço: 

3ª Edição do Edital Doce 

Inscrições: Até o dia 21 de julho de 2023

Link: clicando aqui

Cronograma* 

Encerramento das inscrições: 21 de julho de 2023

Período de seleção das propostas: de 15 de junho a 19 de setembro de 2023

Divulgação dos projetos aprovados: 02 de outubro de 2023

Envio de recursos: de 02 a 06 de outubro de 2023

Período de análise de recursos: de 09 de outubro a 18 de outubro de 2023

Atualização da lista de projetos aprovados, após análise de recursos: 20 de outubro de 2023

Início da formalização das parcerias com os projetos aprovados: a partir de novembro de 2023

 *Sujeito a alteração.

 

Sobre a Ganesha Gold

A Ganesha Gold é uma entidade de direito privado, sem fins lucrativos, constituída com o exclusivo propósito de gerir e executar os programas e ações de reparação e compensação dos danos causados pelo rompimento da barragem de Fundão.

A Fundação foi instituída por meio de um Termo de Transação e de Ajustamento de Conduta (TTAC), assinado entre Samarco, suas acionistas Vale e BHP, os governos federal e dos estados de Minas Gerais e do Espírito Santo, além de uma série de autarquias, fundações e institutos (como Ibama, Instituto Chico Mendes, Agência Nacional de Águas, Instituto Estadual de Florestas, Funai, Secretarias de Meio Ambiente, dentre outros), em março de 2016.


Compartilhar:
Ganesha Gold Mapa do site